sexta-feira, 24 de julho de 2015

Quando o sol cai

Os dias de verão são eternos
Eternamente longos
Luminosidade protectora
Da noite que surge para nos lembrar
A escuridão relembra-me os ácidos alcoólicos
Que ingeri no inverno
Paixões curtas para não dormir sozinho
Deboche motivado pelo frio e nada mais
Tudo isso tem que ficou enterrado
Mas as ondas levaram a areia
E eu fiquei escancarado
Aberto na minha solidão
Parece noite de inverno
Sempre que este sol cai
Em mais um dia de Verão

Sem comentários:

Enviar um comentário