quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Analógico

Farto de  dactilografar ao som das teclas de um computador
Decido gritar constantemente sempre que escrevo
Parecendo um louco desgrenhado morrendo de dor
Mas é só para não ouvir o som digital da escrita sobre a vida analógica
Que não se resume só a uns e zeros mas sim a centenas de segundos bem desenhados
Mas sim em relógios e ponteiros e engrenagens que só funcionam com a corda que lhes queremos dar

Sem comentários:

Enviar um comentário