sexta-feira, 11 de julho de 2014

Jaula

Um dia estaremos todos caídos
No chão
Na terra
De braços partidos
Sem mão para agarrar
Porque se tornou fácil ignorar quem precisava de ajuda
Mas estava calado
Porque ainda mais fácil se tornou ficar surdo
Perante o que gritava
E assim cairemos todos
No isolamento
No cativeiro
Sem tratador para nos alimentar

Sem comentários:

Enviar um comentário