domingo, 15 de junho de 2014

Cidades perdidas, cidades destruídas, cidades abandonadas, cidades fantasmas, cidades desertas, cidades apocalípticas, telhados dos ventos abanando anjos heroinados num complexo de deus!
Sem abrigo, sem emprego, sem família, sem amigos, sem alma, sem comida, sem nada, sem nada, sem nada! Panfletos propagandistas chovendo extremos das núvens que caiem sobre nós. Extrema-esquerda, extrema-direita, extrema miséria, inflacção de ideias de ódio quando a paz já não chega, a guerra chegou!
Escavam-se trincheiras ventriculares no coração petrificado, contam-se espingardas, clica-se em botões, a guerra chegou, o mundo mudou, no sítio onde deus nada mais criou

Sem comentários:

Enviar um comentário