quinta-feira, 5 de junho de 2014

Espero desvanecer no carro vazio da noite e ser puxado por negros cavalos alados que se confundem com o céu
Desespero por ser a noite nova na lua que chora por crescer
Quero ser a branca estrela coberta pelo cinzento véu das nuvens
Para que o sonho desapareça e eu possa somente ser

Sem comentários:

Enviar um comentário