domingo, 17 de agosto de 2014

Cavalgar

Agarrar as rédeas da vida
Saltar-lhe para o dorso e dar-lhe com as esporas até sangrar
Chicoteá-la até acelerar
Morrer cavalgando gentilmente na tristeza não anunciada

Sem comentários:

Enviar um comentário