sábado, 14 de junho de 2014

No abandono da vida
O que nos resta acolher?
Saber que de nada serve
Ter que antes tivesse
Inútil de compreender
Silêncio final
Morte professora do existir

Sem comentários:

Enviar um comentário