sábado, 2 de maio de 2015

Sonhos livres e palavras quebradas
Gentes normais a aceitar o comum
Almas separadas
Dissidentes tornam-se apenas um
Por ninguém sentir
Aquilo que todos podem vir a acreditar

Sem comentários:

Enviar um comentário