segunda-feira, 14 de julho de 2014

partido

Nem todas as verdades procuramos de igual forma
Numa juventude perpétua
Crescemos sem aceitar o novo rosto
Ou o menor número de cabelos
Um corpo todo em queda
Surge como mentira para nós
Somos a nova cara da mesma moeda
As responsabilidades que foram surgindo e negámos
Os sonhos que queríamos tantas vezes ofuscámos
Com cinzas de outras verdades
Com artimanhas e entraves
Porém aqui estamos
Velhos mas em contradição
Ainda à espera sem nada fazer
À espera da revolução

Sem comentários:

Enviar um comentário